Rio vacina quem trabalha em aeroportos e no porto

O Rio de Janeiro começou hoje (2) a imunização dos trabalhadores portuários e de transporte aéreo, que, por recomendação do Ministério da Saúde, foi antecipada. No porto do Rio e no Aeroporto Santos Dumont, a vacinação será entre esta terça-feira e a próxima segunda-feira (7), com exceção de domingo. O horário de atendimento é das 9h às 16h. No Aeroporto Internacional Tom Jobim RioGaleão a vacinação segue até o dia 11 de junho no mesmo horário. Lá também não haverá imunização no domingo.

“[É] vacinação específica das pessoas que têm muito contato com quem vem de fora do país e que têm possibilidade de pegar novas variantes do vírus. Essa vacina é quase uma ação de bloqueio”, disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 16 mil pessoas serão imunizadas nos três pontos. Segundo o secretário, o Ministério da Saúde separou doses para esse grupo populacional e a vacinação é exclusiva para os profissionais que trabalham no porto e nos dois aeroportos do Rio. 

“[Estamos] dando preferência para as pessoas que trabalham em contato com quem chega de outros países ou que haja um fluxo muito grande de circulação de pessoas de outros lugares”, finalizou o secretário de Saúde.

LEIA MAIS

Corpus Christi: bancos não abrem nesta quinta-feira

Os bancos não abrirão amanhã (3), feriado de Corpus Christi. Segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), por se tratar de um feriado nacional, não haverá expediente nas agências mesmo nas localidades em que o dia da celebração foi antecipado para outra data. Na sexta-feira (4) o expediente será normal.

De acordo com a Febraban, nos dias em que não houver expediente nas agências, as áreas de autoatendimento ficarão disponíveis para os clientes, como de costume, bem como os canais digitais e remotos de atendimento, como internet e mobile banking.

“Os bancos reforçam a necessidade de que os clientes e o público em geral evitem ao máximo o comparecimento presencial nas agências bancárias, utilizando os canais digitais como principal meio de acesso aos serviços”, disse a Febraban.

A federação explicou que o atendimento pelo celular, pelo computador e telefônico (call centers) estão disponíveis e oferecem praticamente a totalidade das transações financeiras do sistema bancário, além de apresentarem mais comodidade e conveniência aos seus clientes.

As contas de consumo (água, energia, telefone etc.) e carnês com vencimento em 3 de junho poderão ser pagas, sem acréscimo, na sexta-feira (4).

A Febraban lembra que normalmente os tributos já vêm com datas ajustadas ao calendário de feriados nacionais, estaduais e municipais. Caso isso não tenha ocorrido no documento de arrecadação, a sugestão é antecipar o pagamento ou, no caso dos títulos que têm código de barras, agendar o pagamento nos caixas eletrônicos, internet banking e pelo atendimento telefônico dos bancos.

Os boletos bancários de clientes cadastrados como sacados eletrônicos poderão ser pagos via Débito Direto Autorizado (DDA).

LEIA MAIS

Fluminense x Bragantino jogam pela Copa do Brasil nesta quarta

Pela terceira fase da Copa do Brasil, Fluminense e Bragantino duelam, nesta quarta-feira (2), no Maracanã. A Rádio Nacional vai acompanhar as emoções da partida, às 21h30 (horário de Brasília), com narração de Felipe Rangel, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Rodrigo Ricardo e plantão de Luiz Ferreira.

Acompanhe Fluminense X Bragantino, às 21h30, clique abaixo:

Fluminense e Bragantino estão na série A do Brasileirão. O Flu estreou empatando sem gols com o São Paulo no Morumbi. Já o Massa Bruta venceu a Chapecoense por 3 a 0.  As equipes também estão classificadas para as oitavas de final da Libertadores e da Copa Sul-Americana.  Os cariocas vão enfrentar o Cerro Porteño (Paraguai) pela Glória Eterna, enquanto os paulistas vão medir forças com o Independiente Del Valle (Equador) no caminho até A Grande Conquista.

Tanto Roger Machado quanto Maurício Barbieri vão ter desfalques importantes. O técnico do Flu não pode contar com o zagueiro Nino, convocado para a Seleção Olímpica, e com o meia Cazares, que vai servir a seleção equatoriana e também não pode disputar a Copa do Brasil pelo Flu, porque já jogou com a camisa do Corinthians pela competição.

Pelo Massa Bruta, Barbieri vai ter as ausências do meia Claudinho e do goleiro Cleiton também convocados para a Seleção Brasileira Olímpica.  O atacante Gabriel Novaes, que já defendeu o  Bahia pela Copa do Brasil, também está fora.

Em live pela TV Flu, o presidente do Tricolor Carioca, Mario Bittencourt, analisou o Bragantino.

“Equipe forte, com investimentos, em que pese ser considerada uma equipe de menor expressão. É uma competição que do ponto de vista financeiro é muito boa”, avaliou o dirigente, lembrando que o Flu conquistou o título de 2007 e foi vice em 1992 e 2005.

Quem avançar na Copa do Brasil vai receber um prêmio de R$ 2,7 milhões. Fora dos gramados, após quase três anos sem um patrocinador master, os tricolores anunciaram o contrato de dois anos com uma empresa internacional do ramo de apostas. Os valores não foram divulgados oficialmente, mas giram em torno de R$ 15 milhões anuais, segundo fontes das Laranjeiras.

Para o comentarista esportivo, Mario Silva, os comandados de Maurício Barbieri são favoritos a superar o elenco treinado por Roger Machado. “É um duelo de 180 minutos e pelo que apresentaram até agora, vejo o Bragantino como favorito, mas no futebol tudo pode mudar”.

O jogo de volta entre Flu e Bragantino será próximo dia 9 no Estádio Nabib Abib Chedid, em Bragança Paulista.

LEIA MAIS

Brasil recebe mais 936 mil doses da vacina da Pfizer

O Ministério da Saúde informou que recebeu hoje (1º) um lote de doses da vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19, com 936 mil doses. O desembarque ocorreu nesta noite, no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Ao longo desta semana, a previsão da pasta é que 2,3 milhões de doses do imunizante cheguem ao país, em um total de três voos. Até o final do mês, a estimativa é de que 12 milhões de doses da vacina cheguem ao país. 

Armazenamento

No dia 28 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que as vacinas da Pfizer/BioNTech poderão ficar mais tempo dentro das salas de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS), após decisão sobre novas condições de conservação e armazenamento do imunizante no Brasil.

A partir de agora, a vacina poderá ficar até 31 dias refrigerado entre +2ºC e +8°C, que é a faixa de temperatura mais comum na rede pública de saúde dos municípios. Anteriormente, a orientação era de que os imunizantes da Pfizer fossem aplicadas em até cinco dias quando chegassem nas salas de vacinação.

A decisão atendeu a um pedido da farmacêutica, que apresentou à agência reguladora estudos que apontam que as doses podem ficar armazenadas em uma temperatura mais alta por um período maior.

O Ministério da Saúde informou que o imunizante da Pfizer é diferente de outros insumos adquiridos e distribuídos no SUS e que os chamados ultrafreezers são os mais indicados para o armazenamento da vacina. Nesses equipamentos, as doses ficam guardadas entre -90ºC e -60ºC, o que permite que durem por seis meses.

As vacinas são armazenadas no Centro de Logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos, nessas baixíssimas temperaturas assim que chegam ao Brasil e os estados estão recebendo o imunizante entre -20°C e -15°C, segundo a pasta.

LEIA MAIS

Vasco supera Boavista por 1 a 0 pela Copa do Brasil

O Vasco derrotou o Boavista por 1 a 0, na noite desta terça-feira (1) no estádio de Bacaxá, na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Com este resultado, o Cruzmaltino pode até mesmo empatar no jogo de volta (programado para a próxima quarta no estádio de São Januário) que garante vaga nas oitavas de final da competição. Em caso de vitória do Verdão de Saquarema por apenas um gol, a partida vai para a disputa de pênaltis.

O triunfo do Vasco foi garantido graças a um gol de Sarrafiore, alcançado aos 44 minutos do primeiro tempo. O meio-campista aproveitou uma bola que sobrou, após jogada trabalhada envolvendo Zeca e Morato, para marcar.

Derrota do São Paulo

Também nesta terça, o São Paulo foi derrotado, por 3 a 2, pelo 4 de Julho, em partida realizada no estádio Albertão, em Teresina.

Jogando em casa, a equipe da casa abriu o placar logo aos 8 minutos, quando Orejuela marcou contra. Mas o São Paulo conseguiu igualar aos 21 minutos, graças a um toque de cobertura do atacante Eder.

E o Tricolor conseguiu a virada, aos 29 minutos, novamente com um gol do atacante com passagem pela seleção italiana. Mas o 4 de Julho continuou em busca do empate, e o alcançou quando Orejuela falhou novamente e Gilmar Bahia ficou livre para marcar.

Na etapa final, a equipe da casa conseguiu o gol da vitória graças a um toque de cabeça do volante Rômulo.

Agora, o São Paulo precisa vencer por dois gols de vantagem na próxima terça-feira no estádio do Morumbi para avançar. Vitória do Tricolor por apenas um gol leva para a disputa de pênaltis. O empate é do 4 de Julho.

LEIA MAIS

Série B: em jogo agitado, Guarani vence Operário em Curitiba

O Guarani bateu o Operário de Ponta Grossa por 5 a 2, na noite desta terça-feira (1) no estádio Couto Pereira, em Curitiba, em jogo válido pela 2ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time de Campinas chega a quatro pontos, e assume a liderança da competição. Já os paranaenses se mantêm com três pontos e ocupam até o momento o 6º lugar.

Logo aos oito minutos da primeira etapa, o Bugre abriu o placar com o atacante Bruno Sávio. Ele roubou a bola e tabelou com Davó para finalizar e abrir o placar. Aos 25 veio o segundo, quando o volante Bruno Silva chutou da intermediária no ângulo do goleiro Simão. Aos 28, o meia Jean Carlo diminuiu para o Fantasma após cruzamento rasteiro da linha de fundo. Mas a reação dos paranaenses durou muito pouco, pois, aos 29, o meia Régis aproveitou rebote do goleiro Simão para mandar a bola para as redes.

Na abertura da etapa final, o Guarani seguiu dominando a partida, e não demorou a alcançar o quarto gol. O atacante Davó ganhou da zaga e bateu colocado para vencer o goleiro Simão aos quatro minutos. O experiente centroavante Ricardo Bueno tentou recolocar o Operário no jogo ao marcar o segundo gol dos donos da casa. O atacante, bem posicionado, aproveitou rebote concedido pelo goleiro Rafael Martins para diminuir a vantagem paulista para 4 a 2.

Depois, o jogo seguiu muito agitado com chances das duas equipes. Mas, aos 41 minutos, ocorreu uma confusão na grande área do Guarani e dois atletas foram expulsos. Do lado do Operário, o lateral Alex Silva recebeu o vermelho. Do lado do Bugre, o goleiro Rafael Martins teve que sair mais cedo de campo. O time paulista ainda teve tempo de marcar mais um. Aos 47 minutos, o atacante Lucão do Break acertou um belo chute cruzado da intermediária e fechou o placar em 5 a 2.

O próximo jogo do Guarani é na sexta-feira (11), contra o Náutico em Campinas. Pela Série B, o Operário tem pela frente o jogo contra o Vitória, em Salvador no domingo (13). Mas, antes disso, o Fantasma decide a vaga à final do campeonato estadual contra o Londrina. O primeiro jogo é na segunda-feira (7) no estádio do Café, em Londrina, e a volta está marcada para quinta-feira (10) no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.

LEIA MAIS

Jogos de Tóquio: seleção de ciclismo mountain bike é definida

A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) confirmou, na última segunda-feira (31), os nomes que representarão o país nos Jogos de Tóquio nas provas do mountain bike, que acontecerão entre 19 e 28 de julho de 2021.

O Brasil havia conquistado três vagas pelo ranking da União Ciclística Internacional (UCI, na sigla em inglês). No ranking olímpico masculino, a equipe brasileira terminou no 4º lugar e ficou com duas vagas. No feminino, o país finalizou na 17ª posição e garantiu a participação de uma ciclista. Como as vagas são destinadas à confederação nacional e não são nominais, a CBC, com base em critérios estabelecidos e publicados no dia 20 de junho de 2018, chamou Henrique Avancini, Luiz Henrique Cocuzzi e Jaqueline Mourão.

O carioca Avancini vai para a segunda edição de Jogos Olímpicos. Após o 23º lugar no Rio de Janeiro, o atleta abriu a temporada na liderança do ranking mundial da categoria e aparece como um dos favoritos a um lugar no pódio. Cocuzzi tem 27 anos e estreará em Jogos Olímpicos. Enquanto isso, Jaqueline Mourão vai à sétima edição olímpica. Aos 45 anos, ela já esteve em duas edições dos Jogos de verão, em Atenas (2004) e em Pequim (2008), e em quatro Olimpíadas de Inverno, em Turim (2006), em Vancouver (2010), em Sochi (2014) e em PyeongChang (2018), no esqui cross country.

LEIA MAIS

Saúde vai elaborar protocolo de segurança para a Copa América

O Ministério da Saúde informou que vai elaborar um protocolo de segurança para a realização da Copa América no Brasil. Segundo o ministro Marcelo Queiroga, o protocolo será elaborado em parceria com as autoridades sanitárias dos estados onde ocorrerão os jogos.

“Seguindo as recomendações de vossa excelência [presidente da República], o Ministério da Saúde elaborará, em parceria com as autoridades sanitárias dos estados onde acontecerão os jogos, um protocolo para promover a segurança dos atletas, comissão técnica e quem acompanha a nossa Copa América”, disse Queiroga.

O Brasil foi confirmado hoje (1º) como sede da Copa América, em um anúncio  do ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. No anúncio, Ramos disse que “venceu a coerência”, argumentando que o país já recebe jogos da Copa Libertadores, da Copa Sul Americana, do Campeonato Brasileiro e dos campeonatos estaduais. O Brasil atendeu a um pedido da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para receber o torneio. A Copa América terá início no dia 13 e vai até 10 de julho.

As sedes originais do torneio eram Colômbia e Argentina. Os colombianos desistiram devido à grave crise social que tomou conta do país. Posteriormente, o governo argentino também desistiu do evento por causa da piora da pandemia na Argentina. Com aproximadamente 45 milhões de habitantes, a Argentina registrou mais de 3,6 milhões de casos da doença e 76 mil mortes causadas pelo vírus.

LEIA MAIS